InícioPortalRegistrar-seFAQRegrasConectar-se

Compartilhe | 
 

 Apêndices Básicas do RGSS II

Ir em baixo 
AutorMensagem
Legolas
Moderador-Global
Moderador-Global
avatar

Masculino Número de Mensagens : 119
Warning : 0%
Premios : : 0
: 0
: 0
Habilidade 1 :
Habilidade 2 :

MensagemAssunto: Apêndices Básicas do RGSS II   Seg Ago 10, 2009 6:40 pm

Créditos:Desert Eagle

Para entender leia as aulas anteriores.

Ruby pode calcular dois tipos de valores: inteiros e decimais.

3 # Inteiros52 # Inteiros-99 # Inteiros1.5 # Decimais
3.0 # Decimais

Números decimais são usados quando cálculos decimais são nescessários. Cálculos de números inteiros são processados rapidamente e são usados quando números decimais não são nescessários.

Vamos tentar mostrar uma valor numérico na tela. Quando você quiser mostrar alguma coisa, o comando p é usado.

A sintaxe é um pequeno p, um espaço, então o valor que você gostaria de mostrar. Para praticarmos inicie um novo script. Nos futuros exemplos o comando p vai ser muito usado.

p 3

O comando p é extensamente usado para depurar propósitos, mas pe recomendável utilizar esse comando quando você estiver estudando RGSS.

Quando o comando acima é executado, "3" vai ser mostrado em uma janela. Originalmente, p não mostra mensagens em janelas, mas como o RGSS é para criação de jogos esse simples comando foi aprimorado.

Esses são alguns simples cálculos que podem ser feitos em Ruby.

p 1 + 1 # Adiçãop 10 - 3 # Subtraçãop 7 * 5 # Multiplicaçãop 24 / 4 # Divisão
Isso vai mostrar em uma janela o resultado de cada conta. +, -, etc, são chamados de operadores.

Em programação, a multiplicação é feita com o * (asterisco) e divisão com / (barra para a direita). Mas além desses 4 operadores, existem muitos outros que seram vistos daqui para frente.

Do mesmo modo que calculadores normais, a ordem de prioridade é: *, /, +, -. Se você quer ver a diferença, use os parênteses ().

p 2 * 2 + 3 * 4 # => 16
p 2 * (2 + 3) * 4 # => 40
p 2 * (2 + 3 * 4) # => 28


O 1º calcula: 4+12, o 2º: 2*5*4 e o 3º: 2*14, o resultado é diferente em cada um.

Parênteses podem se tornar aninhados dentro de um ao outro para cálculos complexos muito pesadamente. Por exemplo, o que em matemática seria: 2 + {5 - 10 * [10 + 2 / (20 * 4) + 30] * 4}, em Ruby ficaria: 2 + (5 - 10 * (10 + 2 / (20 *4)...

Quando um inteiro é dividido por outro inteiro, o resto é truncado, e o resultado também se torna um inteiro. Quando queremos que o resultado seja exato (decimal) acrescenta-se um ponto. Se qualquer um das quantidades divididas é expressado em anotação com ponto, o resultado também será mostrado com pontos (decimais).

p 15 / 4 # => 3
p 15.0 / 4 # => 3.75
p 15 / 4.0 # => 3.75


Para ter o resto da divisão (quando não é exata), o sinal % (porcentagem) é usado.

p 14 % 4 # => 2
p 13 % 4 # => 1
p 12 % 4 # => 0


Por exemplo, quando o primeiro cálculo for executado, o resultado de 14/4 será 2.

Não é muito importante memorizar isso, mas elevação (números multiplicados por ele mesmo) são feitas com: **.

p 2 ** 4 # => 16

Nesse exemplo, o cálculo equivale à 2*2*2*2, ou 2 elevado à 4.

Variáveis são manuseadas utilizando nomes. Por exemplo x e y, ou algum outro nome maior, pois não existe limites para o tamanho do nome da variável.

Há vários tipos de variáveis, mas vamos começar pelo tipo simples, variável local. Abaixo estão as regras para como se dar nomes as variáveis locais:

A primeira letra não pode ser maiúscula ou um _ (underline);
Nunca se deve começar variáveis com números;
Não pode haver espaço (" ") entre as letras das variáveis;
Não se pode colocar o nome de uma Keyword como variável.
As Keywords do Ruby estão abaixo. Elas são reservadas porque possuem funções nos códigos escritos em Ruby, e como dito acima não podem ser utilizadas como nomes de variáveis.

alias def false nil return unless
and do for not self until
begin else if or super when
break elsif in redo then while
case end module rescue true yield
class ensure next retry undef


Diferente dessas, você pode chamar as variáveis do modo que quiser.

Você pode executar o seguinte exemplo como prática:

x = 3
y = 4
p x + y # => 7


A função da primeira e segunda linha são de atribuição de valores. O =, ou operador de atribuição é usado igual a matemática normal. No exemplo acima, a primeira linha atribui a variável x o valor de 3, e a segunda linha atribui a variável y o valor de 4.

A terceira linha tem a referência de x e y. Referência é adquirir o valor de uma determinada variável. Como para as variáveis, é completamente possível utilizá-las em cálculos do mesmo modo que você faz com valores numéricos. Nesse exemplo, a formula x+y se torna 3+4, e o resultado é 7.

p zzz # ERRO!

Por favor, lembre-se que variáveis precisam ser declaradas e depois utilizadas.

zzz = 5
p zzz # => 5

Desse modo, depois de atribuir 5 para a variável zzz na primeira linha, ela pode ser declarada de algum modo.

O processo pelo qual uma variável se modifica baseado em um determinado valor é chamado método de atribuição.

x = 1
x += 7
x -= 3
x *= 2
p x # => 10

A operação x+=7 é o mesmo que dizer (ou escrever) x=x+7. Em outras palavras, é adicionado 7 unidades à variável x. Do mesmo modo, você pode usar -=, *=, /=, %= etc. Esse tipo de operação chama-se operação de atributos.

Método de atribuição é usado do mesmo método para tarefa referência como previamente discutido. Nesse exemplo, a segunda linha acrescenta 7 em x. Nesse ponto x tem o valor de 8. Então 3 é subtraído, e finalmente o resultado é multiplicado por 2 para dar o resultado 10.

Variáveis locais são planejadas para uso temporário, isso quando execução vai fora do método, class (será visto mais tarde), etc. então o valor é perdido. Mas, existe um tipo de variável chamada variável global que pode ser referida em qualquer programa (scripts do RGSS). Onde quer que uma variável global seja referenciada, se tem o mesmo identificador (nome)m ela é tratada como a mesma variável, estando ou não no mesmo script que foi declarada pela primeira vez.

A variável que se iniciar com um $ será tratada como variável global. O modo de operação, atribuição é o mesmo das variáveis locais. Mas essa funciona em todos os scripts.

$global

Só porque variáveis globais podem ser declaradas em qualquer lugar, não significa que são melhores que variáveis locais. Usar variáveis globais o tempo todo para declarar funções simples é uma má idéia, e pode fazer o programa rodar com dificuldade. Então usar variáveis globais pode depender da situação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Apêndices Básicas do RGSS II
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Pack Músicas MIDI criadas por mim
» Crie suas músicas e sons!!!
» [Vídeo-Aula]Aula 4.1 - Usando funções básicas do draw
» Swing Baiano - Hit do Hadouken
» Led Zeppelin Reggae?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Makers :: RpgMaker :: RpgMaker XP :: Tutoriais-
Ir para: